segunda-feira

As telecomunicações, eu e Angola


Cá é mais do que comum ligarem para o telemóvel por engano. Quantas vezes não ligam:
“Alô!”
“Sim, boa tarde”
“Allô… bô tardi. Dêxá falá com à Zinha, yah?!”
“Aqui não há nenhuma Zinha, é engano”
“Ah, discurpa”

E a coisa até corre bem. Mas tive a minha primeira experiência telefónica a sério:
“Alô!”
“Sim…”
“O Ernesto?!”
“Aqui não há nenhum Ernesto”
“Não há Ernesto?”
“Não, é engano”
(risos do outro lado)
“Vai só chamá o Ernesto, yah?!”
“Estou a dizer-lhe que não há nenhum Ernesto, é engano”
“Vai só moça!”

E depois de me puxar até este ponto passou a tarde a ligar para o telemóvel. Sete chamadas não atendidas.
Sem comentários!

3 comentários:

  1. Rosinha, Sorte a tua... :)

    ResponderEliminar
  2. Catano!!!
    É preciso pachorra... Mas o ideal é ignorar!!!!
    :D

    ResponderEliminar