segunda-feira

Quando a profissão destabiliza

Este ano muita coisa mudou. Uma delas: o trabalho dele.

E como mudou...

Já sabiamos que não ia ser fácil. Bancos de 24h. Dias "perdidos" em livros. Horas oferecidas à casa.

Ao principio fiquei com receio do tempo que ia passar sozinha. Pela insegurança. Pela solidão.

Mas felizmente 9 anos como filha única foram de uma aprendizagem intensiva de como ocupar o tempo! E o bebé lindo da minha vida é uma excelente companhia.

Já à noite... eu que sou  uma medrosa de primeira, complica um bocadinho mais. Mas hei-de me habituar.

O bom disto tudo?

As saudades dele...

1 comentário:

  1. É chato, o que vale é que aproveitam bem os momentos a 3*
    ;-)

    ResponderEliminar